17 de Setembro de 2008

 

 

Café Torralta em Almograve, dia 25 de Junho de 2008, esplanada. Já fomos à Longueira. Andámos, andámos e regressámos aqui duas horas depois.

Na pousada está um grupo de crianças deficientes com os respectivos monitores e professores. É um trabalho que reputo muito duro, muito mais duro do que o dos professores ditos do ensino regular. Como sempre comovi-me e inquietei-me. Inquietei-me com a imprevisibilidade destes seres humanos, com o seu aspecto, com as suas limitações, algumas tão profundas que envolvem a própria sobrevivência, necessidades tão básicas como a alimentação própria. E pensei, em termos neoliberais, no negócio que, nos Estados Unidos e qualquer dia no nosso próprio País, estas crianças representariam para uma qualquer ou várias Seguradoras privadas.

O que me incomoda, no equívoco do 25 de Abril, é que eu sonhei que nunca mais a saúde, a vida, a morte, a energia, a banca, os seguros, a educação, as redes de transportes e comunicações iriam ser negócios. Os nossos governantes, de socialismo na gaveta, tudo privatizaram ao desbarato. Hoje, fingem arrepelar os cabelos com o preço da gasolina e do gasóleo que podiam controlar se as companhias fossem nacionais; fingem incomodar-se muito com a suposta corrupção das instituições bancárias, furacão dixit, e os seus lucros escandalosos; aparentam preocupação com a Educação, a Segurança Social, o Sistema Nacional de Saúde cujas mais lucrativas fatias venderam a particulares. Escandalizam-se ficticiamente com os exagerados salários dos gestores, mas é lá que esperam ingressar depois de uns anitos de passagem numa qualquer secretaria de estado ou ministério.

Ah! Aquelas crianças… como nos devíamos congratular por, na grande lotaria dos genes, os nossos estarem na ordem considerada certa.

publicado por MaiaCarvalho às 18:20

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

2 seguidores
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Setembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12
13

14
16
18
19
20

22
23
24
26
27

29
30


arquivos
2011:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2009:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2008:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2007:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2006:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2005:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


subscrever feeds
blogs SAPO