12 de Abril de 2006
Para escrever é preciso persistência…
Construir uma história não é o mesmo que redigir um texto. Posso redigir razoavelmente e ser um péssimo escritor… De igual modo pode haver grandes escritores que sejam medíocres redactores.

Vejamos o caso da minha escrita – “A Menina Zulmira”, que pretendo relatar?

Enquanto não tiver uma ideia clara do que pretendo contar não consigo engendrar uma história verosímil e com algum senso.
Mesmo para escrever uma história insensata é necessário perseguir um fito, ter uma intenção.

Sem isso não é possível escrever.
publicado por MaiaCarvalho às 18:57

Quem pretende escrever não pode pensar que já tudo foi escrito ou dito e que, por isso, não há mais nada a fazer.

Não sei se o acto de escrever, nestas circunstâncias, é um acto de coragem ou de cobardia.

Que pode interessar o que eu vou escrever se alguém em algum sítio ou em algum tempo já escreveu sobre isso?

O pior é que além de já ter sido dito ou escrito, foi-o muito melhor do que eu posso fazê-lo.

Se calhar é mesmo por despeito que não escrevo… Queria ser o melhor, o primeiro a dizer!

Sou mesmo muito vaidoso!

Será que não me enxergo?
publicado por MaiaCarvalho às 18:18

mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

2 seguidores
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Abril 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
14
15

17
18
20
21
22

23
24
26
27
28
29

30


arquivos
2011:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2009:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2008:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2007:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2006:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2005:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


subscrever feeds
blogs SAPO