11 de Setembro de 2008
Feira Ponte de Lima.jpg

Estive em Ponte do Lima recentemente, cerca de uma semana. A vila é um jardim com uma zona histórica cheia de monumentos, recantos floridos e muitas árvores. Até oliveiras na sua praça mais nobre e um larga alameda de bem mais de um quilómetro, ensombrada pelo vasto dossel de dezenas de plátanos enormes. Dá para os feirantes, duas vezes por mês, feirarem à sombra. E até tem um Marquês de Ponte de Lima!
A raiva que me dá ver o desprezo com que os pombalenses de nascimento tratam Pombal. Parece que os pombalenses por opção (os que moram e trabalham cá, mesmo sem aqui haverem nascido) são muito mais legítimos defensores das tradições da pretensa cidade que os seus naturais. – O natural de Pombal só tem um pensamento: ganhar dinheiro! Aqui, no estrangeiro, no Algarve ou no Alentejo. Só assim consigo entender a sanha com que destroem o seu património histórico para construírem mamarrachos modernos iguais aos que existem em todo o lado, nas cidades e vilas desumanizadas. Pobre terra que em vez de reconstruir e recuperar destrói irremediavelmente o seu Centro Histórico que na prática já não existe.
Nota: Nenhum dos estudiosos que escreveram com maior fôlego sobre Pombal, nasceram no seu concelho, nem o Dr. Pombo, nem o Dr. Amadeu Mora nem, mais recentemente, o professor Joaquim Eusébio. Isto deve ter algum significado!
publicado por MaiaCarvalho às 20:10

mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

2 seguidores
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Setembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12
13

14
16
18
19
20

22
23
24
26
27

29
30


arquivos
2011:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2009:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2008:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2007:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2006:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2005:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


blogs SAPO